>

Entrem pelo portão estreito; porque o portão que conduz à destruição é largo, e o caminho, amplo, e muitos transitam por ele; entretanto, é estreito o portão, e difícil o caminho que conduz a vida, e apenas uns poucos o encontram.
Mateus 7.14
Que coisa maravilhosa é o entendimento desse caminho estreito, não que ele seja penoso, chato ou cheio de pedras, mas é estreito porque ele é simples demais (risos).
Tudo aquilo que contemplamos com nossos olhos e desejamos com nosso coração é largo, tudo aquilo que sai de dentro de nós é amplo, Jesus disse que sai do coração do homem coisas como: maus desígnios, homicídios, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias, esse é o portão largo e o caminho amplo é tudo aquilo que o homem se tornou depois que o pecado entrou no mundo, as pessoas vivem o mundo de sentidos deturpados e petrificados pela natureza caída, a vida fora da redenção de Cristo é amplo e destrutivo, mas Jesus nos faz o maior desafio que alguém possa imaginar:

O caminho inverso!

Porque poucos encontram o caminho inverso?
Porque o caminho inverso não é fora de nós!
O caminho inverso somos nós mesmos em Cristo!
ALELUIAS POR ISSO!
O caminho é nosso coração transformado, contrito, quebrantado, tratável e poucos querem isso, grande parte não se acerta com o caminho estreito porque é preciso olhar para o coração, para o caráter, para a existência, fazer auto critica e nascer de novo e trilhar esse caminho sempre alerta, pois o caminho se torna você mesmo.
É mais fácil meus lábios falarem que sou do Senhor, minha presença no domingo pode falar que sou do Senhor, minhas ofertas, sacrifícios, jejuns, aparência de espiritualidade, voz mansa e serena, mas só existe conexão entre Deus e o homem através de um coração e um coração pronto pra ser quebrado, vasculhado, transplantado por um novo que se chama caminho estreito onde não mais você andará nele, mas outros andarão nele e encontrarão a vida que você encontrou.

O CAMINHO ESTÁ DENTRO DE NÓS

Ele, porém, querendo justificar-se, perguntou a Jesus: quem é meu próximo? Jesus prosseguiu, dizendo: certo homem descia de Jerusalém para Jerico e veio a cair em mãos de salteadores, os quais, depois de tudo lhe roubarem e lhe causarem muitos ferimentos, retiraram-se, deixando-o semimorto. Casualmente, descia um sacerdote por aquele mesmo caminho e, vendo-o, passou de largo. Semelhantemente, um levita descia por aquele lugar e, vendo-o também passou de largo. Certo samaritano, que seguia seu caminho, passou-lhe perto e, vendo-o compadeceu-se dele. E chegando-se, pensou-lhe os ferimentos, aplicando-lhes óleo e vinho; e, colocando-o sobre o seu próprio animal, levou-o para uma hospedaria e tratou dele. No dia seguinte, tirou dois denários e os entregou ao hospedeiro, dizendo: cuida deste homem, e, se alguma coisa gastares a mais, eu te indenizarei quando voltar. Qual destes três te parece ter sido o próximo do homem que caiu nas mãos dos salteadores? Respondeu-lhe o interprete da lei: o que usou de misericórdia para com ele. Então lhe disse: vai e procede tu de igual modo.
Lucas 10.28

O texto nos descreve quatro personagens centrais, o homem ferido, o sacerdote, o levita e o samaritano, o caminho que levava os dois religiosos de casa para o templo para realizar seus serviços sagrados era o mesmo caminho do homem que foi ferido por ladrões e esse homem pouco interessou para os religiosos, pois o que era mais importante para eles naquele momento era o caminho do templo e não importa o que está fora desse caminho, um homem samaritano abominado pelos religiosos e judeus genuínos seguia seu caminho, de repente até o caminho contrario daqueles religiosos, mas esse homem demonstra que o caminho dele é transitável e estreito, o caminho do samaritano era seu coração como o de Jesus. E o coração compadecido desse homem ofereceu ao ferido o caminho de vida e restauração.

Pr.Anderson

About these ads